domingo, 13 de março de 2011

Em Antonina, sol, chuva, o coração em suspenso.

Fomos ver, de novo, o local da tragédia de casas perdidas na Laranjeira. Ontem, a prefeitura limpou a rua, retirou as árvores. Hoje, mais barro e mata formavam uma trincheira, quase encostando nas casas do outro lado da rua. Outra casa foi levada pela avalanche de troncos. Os bombeiros, aos poucos vão convencendo os moradores a sairem do local. É muito triste ver como acompanham a retirada dos móveis, os olhos postos nas casas. Ninguém, nem os moradores, nem os curiosos, parecem estar conformados. Só essa tristeza e desesperança. Do outro lado da cidade, ao sul, nuvens carregadas anunciam outra pancada de chuva. O solzinho vai se retirando, reticente. O medo se instala, os grupos se disperçam. Os caminhões seguem carregando móveis e pessoas.
A cidade é solidária, todos estão empenhados em ajudar e ajudar-se. Os que perderam tudo também se movem no sentido de dar um rumo a todo o trabalho. Benditas pessoas. Amanhã será outro dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário