quinta-feira, 27 de outubro de 2011

As cinzasdo vulcão do Chile em Antonina




Pode parecer que eu deliro, mas na semana passada choveu aos baldes, a cântaros, como nos dias fatídicos de março. Só que foi por duas horas. No dia seguinte (terça-feira), a Andréia me perguntou se havia chovido sal, porque a calçada estava toda branca. Daí notei que as folhas da roseira vermelha tinham um pó esbranquiçado. Outras plantas apresentavam esse pó, que é diferente da doença que atingiu este ano todas as árvores do meu quintal. Esse pozinho sai fácil. É o mesmo das calçadas. O Paulo matou a charada: é o pó do vulcão do Chile, que inundou o sul do Brasil e veio parar em Antonina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário