Carnaval em Antonina.


Depois do que me parece uma eternidade de anos e levada pelas mãos de minha amiga Lia, eis que volto, como filha pródiga, aos braços de Momo. Lia é uma carnavalesca determinada e me vestiu com uma camiseta do bloco Beco do Mijo, além de me enfiar na cabeça uma peruca colorida. E o German de menina, a Luna de "garota-deslumbrada-pela-descoberta-do-carnaval", com pluminhas e lantejolas, fomos atrás do bloco, cantando marchinhas de carnavais da minha juventude. Voltamos cedo pra casa, mas hoje de manhã tive a impressão de que sonhei comigo criança. O carnaval dos meus tempos era assim mesmo, esse carnaval da segunda feira de Antonina. Cheio de criança na rua se divertindo, gente jovem a mil por hora, @s velhinh@s, como eu, com aquele olhar divertido de "quem já fez tudo isso". Viva o carnaval da minha cidade!

Comentários

  1. Esclareça-me, por gentileza.
    Como assim "ja fez tudo isso"?
    Precisamente o que é "tudo" e o que significa "isso"?

    ResponderExcluir

Postar um comentário