Não sou eu quem me navega, quem me navega é o mar...: O desejo como antídoto para o querer na sociedade ...

Não sou eu quem me navega, quem me navega é o mar...: O desejo como antídoto para o querer na sociedade ...: Por Rita Almeida Há quem pense que querer e desejar sejam a mesma coisa. Não são! Ao menos, não para a psicanálise. O querer é uma enorm...

Comentários